Votar neste projeto

RICARDO FREITAS SOMBRA  |  Rio de janeiro, RJ

RIO VISTO DO MAR

O mar sempre foi uma identidade carioca. A ele estão ligados os costumes, ritos, a alegria, a vida e a personalidade dos moradores da cidade. Uma geografia fundamental para a existência. O carioca não existe sem o mar. Diante disso, decidi apresentar a cidade a partir desse elemento fundamental. Aquele mar que em todas as fotos, todos o cartões postais, surge sempre em segundo plano, sempre no fim do horizonte, agora se assume como personagem fundamental. Com o olhar de um peixe, enquadro - sob uma ótica inédita - as montanhas, prédios e monumentos da cidade dentro de ondas e espumas. A cidade liquefeita, que passa a existir de dentro d'agua para terra, abraçada pelo mar. Flagrantes que revelam um Rio de Janeiro imprevisível, ora delicadíssimo, ora brutal. Um Rio, aliás, que se estende para além do óbvio. Contempla a silhueta de frequentadores típicos: surfistas, banhistas, pescadores, prédios margeando o calçadão. Mas também perscruta o que é, hoje, raro. A espuma que forma dinossauros e nos lembra que somos passageiros nesse mundo. Ou a pedra engolida pelas ondas. "Quando o mar fala com/ a pedra, e a pedra fala/ com o sol, é uma canção/ que fazem, uma música com/ a cadência própria de uma/ montanha em movimento". O Rio de Janeiro visto de um novo ângulo.