Nina  |  Rio de Janeiro, RJ

Shopping Chão pelo Mundo

A coleção fotográfica shopping chão pelo mundo reúne retratos do comércio de rua urbano da Feira da Ladra em Lisboa, da Feira do Bixiga em São Paulo e principalmente da Feira da Glória e Lapa no Rio de Janeiro. Nenhuma das imagens é tratada ou sofreu algum tipo de edição digital ou analógica – sendo essa uma característica do meu trabalho com fotografia. - Com a ferramenta da fotografia tenho a possibilidade de protagonizar miudezas, a poesia da rejeição, o encontro de objetos que só é possível nas grandes cidades onde a compra e o descarte são partes constituintes do aparelho econômico. - Perambulando pelas ruas da cidade do Rio de Janeiro, por aquelas que se encontram no centro, ou aquelas que te levam a ele, o transeunte facilmente descobre comerciantes de calçada com seus carrinhos de mercado ou carroças atrás de si, oferecendo à sua frente objetos coletados das mais variadas fontes, formando um verdadeiro corredor de artefatos. - Como um verdadeiro gabinete de curiosidades urbano-contemporâneo, o conhecido shopping chão, reúne porcelana, patos de borracha, relógios parados e funcionando, carregadores de aparelhos de todas as épocas, pentes de boneca, martelos, sapatos, chaveiros, etc. - Se antes, nos gabinetes de curiosidades dos séculos XV e XVII nobres colecionavam multiplicidades de objetos considerados exóticos, normalmente provenientes das explorações náuticas europeias - Hoje, os objetos, artigos, artefatos usados, e bem diferentes dos colecionados em estantes de madeira envernizadas, possuem maior trajetória histórica. Narram seus próprios percursos onde só nesse atual montante de camadas de tempo é concebível existir. - Manifestam, relatam e refletem a sociedade contemporânea desequilibrada e seu way of living de desperdício. Shopping chão é efêmero. Orgânico. Espontâneo. A poluição visual do registro, sua riqueza em detalhes e a eventual sujeira e desgaste dos objetos são vislumbres dessa condição.