Votar neste projeto

Berg Silva  |  Rio de Janeiro, RJ

Casa de Farinha

O Projeto Casa de Farinha é uma iniciativa de imersão visual, por meio da fotografia documental, no cotidiano de comunidades que vivem e constroem saberes na produção da farinha de mandioca e produtos derivados desta raiz, que é o ingrediente básico da culinária brasileira. Este universo retrata um conjunto de microcosmos representativos da cultura alimentar dos povos tradicionais que preservam suas memórias por meio da reprodução de saberes no âmbito do trabalho. Este trabalho pretende preservar a memória das Casas de Farinha como importante elo de manutenção das culturas tradicionais face ao crescente avanço da indústria sobre a produção da farinha e da fécula de mandioca, fator que contribui para um acelerado processo de extinção dos tradicionais métodos familiares de produção do alimento, da cultura e do saber local. As “Casas de Farinha” são muito mais do que unidades de produção, representam espaços de aglutinação e fomento de uma cultura ancestral por meio da educação no universo do trabalho e da reprodução/manutenção da história local. As formas tradicionais de extração dos produtos advindos da macaxeira/mandioca correm risco de desaparecer, devido à demanda crescente do mercado interno. Esta demanda originou-se na “descoberta tardia” do valor, principalmente, da fécula e suas múltiplas utilidades. O desenvolvimento industrial, vem ocupando o lugar das pequenas associações e grupos comunitários, cuja importância, durante séculos, foi subvalorizada, e os produtos originados desta cultura, anteriormente “reconhecidos” como subprodutos, hoje destacam-se como produtos de grande valor comercial. Este trabalho atua na fronteira entre a difusão e perpetuação de saberes e a luta diária pela sobrevivência. Defender a existência da Casa de Farinha é preservar a memória de nossa formação como sociedade.