Adriano Escanhuela  |  São Paulo, SP

CORPUS

Prática Contemporânea da Fotografia Experimental Artesanal (Faça Você Mesmo) e o Resgate Expandido de Processos Fotográficos do Século XIX, em especial a Placa Úmida de Colódio (Ambrotipia). A Placa Úmida de Colódio Artesanal (Scott Archer 1852) é uma Técnica Fotográfica Líquida onde o Filme Fotográfico (colódio salgado) é Aplicado sobre Vidro, Exposto, Revelado e Fixado ainda Úmido. A Série "CORPUS" foi Produzida após um Ano de Trabalho na Construção, a partir de Materiais de Bricolagem (Compensado, Vidro, PVC, etc.), do Laboratório Improvisado do Século XIX, dos Aparatos Fotográficos (Câmera de Grande Formato, Tanque de Prata, Tanque de Fixador, Cremalheira, Objetivas, etc.), e d0 Colódio Artesanal (Filme Fotográfico Líquido Extraído do Algodão de Farmácia). Na contramão da idealização espetacularizada do corpo feminino no contemporâneo, escravo da imagem na sociedade de consumo impulsionada pela supervalorização da forma, da superfície, da aparência, onde a promessa ilusória de felicidade e prazer baseia-se na insegura projeção de uma dimensão do corpo perfeito, objeto de idolatria, porém, rarefeito, anestesiado, sinteticamente domesticado, metabolicamente adulterado, o projeto CORPUS resgata justamente o contrário, o corpo vibrante em constante tensão, o corpo expressivo que sente, o corpo deformado, mutilado, desestabilizador de certezas, mesclado de sujeito e objeto, simbolizando carne e crítica, o corpo incitador do debate sobre sexualidade, dor, vida, longevidade e cultura. Título da obra: CORPUS (Série) Artista: ADRIANO ESCANHUELA Técnica: PLACA ÚMIDA DE COLÓDIO (FOTOGRAFIA) Tamanho: 20X20 CM Ano: 2019 Tiragem: 1/1