Paula Menezes de Miranda  |  Fortaleza, CE

Reflexos distópicos

Com o passar dos anos e o avanço da tecnologia, as pessoas foram desconectando os olhares e as trocas presenciais para o virtual. Infelizmente, passamos a enfrentar uma pandemia e a solidão compartilhada que muitos já viviam mesmo em torno de pessoas, tornou-se pior por estarem sozinhos. A pandemia trouxe para nós o uso da máscara como algo essencial, e apesar de impedir de vermos as feições das outras pessoas, acabou por enaltecer os nossos olhos. Muitos dizem que o olhar é o espelho da alma, o reflexo de quem você é. Esse projeto de 10 fotos é sobre isso, sobre comos vivemos no nosso próprio mundinho em torno dos outros, e como se calhar, um olhar verdadeiro ou uma foto tirada em um bom momento podem acabar por nos marcar imensamente e nos fazer refletir não exatamente com aquilo que estamos vendo e sim com o sentimento que isso gera dentro de nós. O paradoxo de vermos o nosso próprio reflexo, sem estarmos sendo refletidos. As fotos são sobre pespectivas distintas, entre retratos e paisagens, mas todas com busca dessa reflexão. Vivemos uma realidade distópica, todavia, há várias motivos para seguirmos, e lembrarmos que tudo é passageiro e em um piscar de olhos, tudo vira história.