Rafael Trapp  |  Barreiras, BA

Ondas de luz entre a escuridão

Do Gênesis bíblico, momento simbólico da separação da luz das trevas – consagrado na obra de Michelangelo na Capela Sistina –, o projeto investiga o imaginário dos reflexos por meio da água, em suas múltiplas formas. O palco dessa série fotográfica é o Oeste da Bahia, outrora chamado “Além São Francisco”, berço de rios em uma região (o Nordeste brasileiro) historicamente representada pela escassez de recursos naturais. Dialogamos criticamente com estéticas consagradas da seca: as imagens aqui apresentadas traduzem os vários reflexos que atravessam a água na construção da experiência humana e na reprodução da vida que povoa uma área que foi definida pelos viajantes Spix e Martius, no início do século XIX, como “deserto”. Em um gesto de questionamento, vislumbramos rios, lagoas, poças, goteiras e lágrimas que refletem, abstrata ou literalmente, a diversidade de modos pelos quais a água anima gentes e bichos e reverbera criativamente a busca de sentido para a existência, perfazendo narrativas alternativas para a ocupação dos territórios do mundo.