Guilherme Bergamini  |  Belo Horizonte, MG

Reavivar

Em tempos de isolamento social e mudanças repentinas em nossas vidas é necessário nos reinventarmos. Cada dia é um novo desafio, sem perspectivas de mudanças a curto prazo. As escolas fechadas e a energia pulsante da infância me fazem rememorar os últimos quatro anos com minha filha. Desenhos feitos pela Malu e fotografias feitas dela. Deixo sempre à sua disposição pincéis, tintas, lápis de cor e giz de cera. Fiz um recorte de seus desenhos, dos dois aos quatro anos de idade e selecionei também algumas fotografias de viagens que fizemos juntos. Desde os seus 25 dias de vida já a levava para conhecer um pouquinho da natureza. De cachoeiras que fomos, foram muitas, aquela vontade de estar sempre em contato com a água, seja doce ou salgada. De repente, tudo para por cousa de um vírus. Minha pequena que cresce dentro de casa está ha mais de 365 dias sem aulas. Sem previsão de voltar. A Escola que estudava faria 40 anos dedicados à educação infantil, infelizmente fechou as portas em julho de 2020. Estamos em casa, sem perspectivas de mudanças a curto prazo e suimos reféns como a maior da população brasileira. Trágica realidade!