paulo mac dowell  |  BRASÍLIA, DF

Autorreflexos

Refletindo o passado me encontro no presente. Com o distanciamento social e recolhimento no lar, imposto pela adversidade presente, surgiu a oportunidade de mergulhar no passado. Entre negativos e cromos mais de trinta anos de vida são revelados, sentimentos são despertados em 35mm, 6x4,5, 6x7cm e 4x5”, diferentes formatos, lugares e momentos diversos. Contraluz a intangível memória é sentida na pele, ao reencontro de momentos inesquecíveis que se descortinam frame by frame, lembranças vívidas em películas esmaecidas, vejo cores em filmes p&b Dentre milhares de fotografias, a série de autorretratos, Autorreflexos, se faz mais que presente. Concebida nos tempos de estudante de fotografia em New York e fotografada em filme formato 4x5” entre 1988 e 1989. Imagens à espera do tempo para serem reveladas ao olhar de quem busca mais se reencontrar, em um universo de selfies em que nos desencontramos em busca do olhar do outro, antítese do narciso que se perde mergulhado em si. Autorreflexos, propõem um outro olhar, de quem se reconhece em sua história e se vê refletido no que faz.