Moacir Gonçalves Souza  |  Guarapuava, PR

Às margens do espelho

O projeto pensa o que está às margens e para além da superfície reflexiva; pensa o sujeito que observa e a interpretação que faz da imagem refletida. O reflexo na água ocupa lugar de intersecção entre superfície e profundidade. Tanto o fenômeno óptico de reflexão quanto o ato humano de refletir - voltar o pensamento para si mesmo - são transformadores da imagem e do pensamento originais. O fenômeno óptico ganha sentido simbólico na presença deste observador, que reflete sobre o próprio reflexo.