Sabrina Lisauskas  |  Sao Paulo, SP

Inefável Fluidez

Líquido cristalino que banha, lava a alma, flui as energias e deixa os pensamentos serenos. Invadido de grande paz interior, o espírito se livra das angústias, da inquietude de um tempo que transcorre, lá fora, contínuo, métrico, sempre inquieto. Em vulnerabilidade encontra-se em uma esfera de recolhimento e na busca por proteção se transporta a outro universo. O corpo em transe e êxtase se liberta e no imaginário o mundo para. Nesse momento, só existe uma inefável fluidez com o rastro que distorce a realidade e em meio a fragilidade, a carne sente conforto ao encontrar-se na sua própria superfície e ao ínfimo tato, pele e água, um arrepio na alma que entorpece, mergulhando fundo em emoções. Refletido como cristal, o tempo flutua e como em um sonho, desprendendo-se do material, despimo-nos de tudo o que nos estorva a alma, o ego, o pensamento ou a vida, convertendo-se apenas em uma membrana cristalina que nos dá uma sensação de regresso, um reencontro ao ventre materno, ao acolhimento. Onde tudo parece atemporal, a alma se encontra, em um lugar onde qualquer pessoa pode pertencer, basta descobrir-se, identificar-se. Na continuidade do ciclo da vida há uma pausa da loucura, da aceleração, da confusão, do caos da vida moderna, da vida que prossegue, dos momentos que persistem. Quanto tempo? Projeto: Inefável Fluidez Autoria: Sabrina Lisauskas Curadoria: Daniel Salum