emika takaki  |  Sao Paulo, SP

Ma(間): Poéticas do Espaço-Tempo

Esta série fotográfica apresenta o cotidiano de um imigrante japonês no Brasil. Este trabalho tem como conceito a palavra Ma(間) que pode ser entendido como intervalo de tempo, um espaço vazio, uma pausa, um intervalo de contemplação. É neste espaço-tempo que coexistem as camadas temporais: os resíduos entre culturas, identidades, suas idas e vindas - tempo-memória. Nesta proposta, a narrativa é construída por imagens do meu avô que hoje tem 96 anos e é alfaiate. As imagens retratam suas relações temporais e sua história refletida em objetos do dia a dia: seu quarto de costura, sua tradição religiosa, sua oficina e sua relação com a natureza. Ao mesmo tempo, as imagens dialogam com a ausência de percepção do tempo que vivemos no momento presente: uma pausa, um fragmento, uma dobra temporal que precede o silêncio. Nesse tempo de fragmentação dos vínculos, um resgate afetivo sobre quem nós somos: uma pausa compostas por espaços que compõem a vida - Ma(間). Espaços temporais carregados de significados e refletidos sobre nossa condição humana. Este trabalho foi produzido em filme preto e branco de 35mm, que como tal responde a sua própria necessidade temporal e resultado final.