Paula Winter  |  Nova Friburgo, RJ

A beleza de ser um eterno aprendiz

Com a pandemia e o isolamento social, a tecnologia tomou ainda mais conta das relações humanas. Mas nem todo mundo se conectava dessa forma. O projeto quer mostrar que a vida é um eterno aprendizado, principalmente em um momento tão incerto, em que parece que não sabemos mais de nada e nem estamos preparados para isso. E que até os mais velhos podem começar de novo. Neste período, para eles, por mais difícil que seja, a descoberta de um novo e rápido mundo, mesmo com tudo “parado” lá fora. E mesmo isolados, permitir a aproximação, o contato e o amor por meio do toque, mesmo que de uma tela de celular.