Rafael Dutra Aguaio  |  São Paulo, SP

Comentário sobre imagem e solidão

As fotos são apresentadas na importância do conjunto como sequência, assim como imagens individuais. O projeto apresenta imagens relativas aos reflexos enquanto lampejos da vida na cidade, no interior da casa e na subjetividade pessoal nos últimos tempos. O tempo dilatado, o silêncio, a contemplação, a cidade e a casa, as imagens possíveis e os afetos transformados se relacionam simbolicamente com o próprio fazer da fotografia e seus fundamentos de captação da luz refletida. A imagem aparece da viva solidão; conta do passado, mas só entendo por reflexo. As fotografias foram tiradas em filme negativo 35 mm e 120 mm cor e PB. Apenas duas em digital.