logo-site
Prix Photo
Douglas Lopes é artista visual e fotógrafo com origem na favela da Maré, no Rio de Janeiro. Se destaca por sua abordagem única e sensível ao capturar imagens que revelam a vida, a cultura e os desafios enfrentados pela comunidade onde vive. Suas fotografias muitas vezes retratam aspectos cotidianos e íntimos da Maré, transmitindo emoções e narrativas profundas através das lentes de sua câmera. Também é conhecido por explorar temas como identidade, pertencimento e resistência em suas obras visuais, utilizando a fotografia como uma ferramenta para documentar e expressar a complexidade da vida no Rio de Janeiro. Sua habilidade em criar imagens que capturam a essência e a diversidade da Maré contribui significativamente para a valorização da arte e da cultura produzidas nesse contexto. Além de seu trabalho como fotógrafo, Douglas Lopes também se envolve em projetos e iniciativas que promovem a arte, a educação e o desenvolvimento comunitário na Maré e em outras áreas.

Douglas Lopes

RJ
/
Brunno Covello - Prix Photo AF 2014

EntalpiaEntalpiaEntalpia

Em "Entalpia" crio fotografias conceituais que vão além dos limites temporais e sensoriais, que olham além da superfície visível, para criar pontes entre o tangível e o intangível, entre o individual e o coletivo. Nessa criação de composições que despertam a imaginação e transformam cenas cotidianas, frutas e legumes em esculturas naturais. A série destaca formas, cores e texturas, relações de trabalho, meio ambiente, assuntos que permeiam nossa conexão com os alimentos e o mundo ao nosso redor, com a proposta de evidenciar a segurança alimentar, assim como as dinâmicas sociais, proporções e escolhas de consumo envolvidas em nossa sociedade. Desde 2016, venho investigando o CEASA não apenas como um local de comércio, mas como um espaço carregado de significados e histórias que se inscrevem nas imagens com riqueza de contrastes cromáticos, contornos, corpos e linhas que causam em mim um efeito cativante e despertam a sensibilidade artística e a busca por transmitir essa experiência através de fotografias que revelam e refletem a diversidade cultural e alimentar do Brasil, incluindo suas singularidades e pessoas, capturando a essência da representação pura e não adulterada da realidade, onde as imperfeições, beleza e complexidade são retratadas sem máscaras ou filtros artificiais, onde as nuances da vida são preservadas, trazendo a realidade com uma visão única, proporcionando uma conexão mais profunda e uma experiência autêntica para o espectador. O projeto busca explorar aspectos filosóficos mais profundos: por trás de cada imagem, reflexões sobre a relação entre o homem e a natureza, a complexidade da cadeia de abastecimento alimentar e a importância da preservação dos direitos humanos. Nesse fluxo incessante, há uma simbiose entre natureza e civilização, destacando a interdependência que nos conecta como seres humanos, e fazem emergir questionamentos profundos nas sutilezas que permeiam nossa relação com o alimento e o mundo ao nosso redor.
logo-site